PF investiga uso de documentos falsos por empresas de segurança privada na aquisição de armas de fogo na PB

219
Publicidade

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (08), a “Operação Fake Signature”, que tem por objetivo investigar o uso de documentos falsos por empresas de segurança privada para aquisição e transferência de propriedade de armas de fogo.

Foram cumpridos 03 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal em Campina Grande.

A operação teve início quando da identificação de documentos possivelmente falsos nos processos de aquisição e transferência de armas de fogo que ocorrem nos Sistemas SINARM e GESP, quando a empresa adquirente apresenta os documentos que comprovem a aquisição das armas de fogo, conforme alvará emitido para esse fim. Porém, nesse momento, os documentos apresentados foram identificados com suspeita de falsificação. Assim sendo, a operação visa identificar e responsabilizar os autores de confecção ou montagem de documentos.

Os investigados responderão pelos crimes de inserção de dados falsos em sistemas informatizados, falsificação de documento particular e uso de documento falso, cujas penas, se somadas, passam de vinte anos de prisão.

Publicidade