Correios anunciam programa de demissão voluntária e concurso com 3,2 mil vagas

107
Publicidade

Os Correios anunciaram, nesta segunda-feira (1), a abertura de um concurso público, voltado principalmente para cargos de nível operacional de carteiro, com a meta de empregar 3,2 mil pessoas.

Também foi divulgado a criação do Programa de Desligamento Voluntário (PDV), que segundo o presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos, surge para sanar pedidos de colaboradores do ECT [Empresa de Correios e Telégrafos] que já estão há bastante tempo na empresa e querem se desligar.

O PVD ainda precisa ser aprovado pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST) para valer.

Sobre o concurso público, Silva dos Santos explica que ele deve mitigar carências nos serviços de entrega.

“Os Correios têm uma defasagem de 4 mil a 5 mil cargos, mas no primeiro momento as vagas serão preenchidos pelos carteiros, que cobrem todos os municípios do país”, afirma o presidente.

Leia Também: Prefeitura de Conde convoca aprovados em Concurso Público

O edital do concurso deve ser aberto em agosto deste ano. Se o cronograma se cumprir, a expectativa é de que os novos contratados sejam chamados em dezembro.

Além das vagas operacionais, o edital também disponibiliza cargos de nível superior, para advogados, arquitetos e engenheiros.

Programa de Desligamento Voluntário (PDV)

A proposta do PDV prevê que sejam elegíveis os empregados do quadro de pessoal próprio dos Correios que estejam na situação de ativo na data do desligamento e que atendam, cumulativamente, até o último dia do mês anterior ao da data de encerramento das inscrições, aos seguintes requisitos:

  • Ter idade maior ou igual a 55 anos e menor que 75 anos;
  • Ter tempo de efetivo exercício nos Correios maior ou igual a 25 anos;
  • Possui pelo menos 36 meses de remuneração, nos últimos 60 meses.

CNN

SIGA: @Infonewsparaiba

Publicidade