Preço de medicamentos pode variar em até 200% em João Pessoa, aponta pesquisa

24
Publicidade

A diferença no preço de medicamentos nas farmácias de João Pessoa chega a R$ 48 para um mesmo produto e pode variar até 200%, segundo pesquisa realizada nesta terça (21) pelo Procon-JP. O órgão visitou 14 estabelecimentos comerciais. Foram 101 produtos pesquisados, sendo 51 xaropes relacionados à tosse seca e alérgica; 36 antigripais, dores, febre e antitérmicos; e 14 de vitamina C – Zinco (tipo efervescente).

Entre os 51 xaropes para tosse seca e alérgica pesquisados pelo Procon-JP, 13 apresentaram variação acima de 100%. Isso prova que a pesquisa entre estabelecimentos pode garantir uma economia para o consumidor.

O medicamento Abrilar de 100ml, da marca Farma Química, por exemplo, foi o que apresentou maior variação de preço. Na Mais Farma, localizada no bairro de Manaíra, o produto foi encontrado por R$ 34,49. Enquanto que na Farmasil, no Valentina, o preço era de R$ 82,50 – uma diferença de R$ 48.

A Acetilcisteína (Flumucil) de 120ml, da marca Legrand, também para tosse seca e alérgica, apresentou variação de preço de R$ 30,81. Na Farmasil, localizada no bairro Valentina, o produto foi encontrado por R$ 16,99. Enquanto que na Drogasil, nos Bancários, o preço era de R$ 47,80.

O preço do medicamento genérico Ambroxol (Mucosolvan) de 120ml variou em 200%, sendo encontrado por R$ 10 na Farmasil, no Valentina, e por R$ 29,99 na Pague Menos, localizada na Av. Epitácio Pessoa.

Entre os medicamentos antigripais, dores, febre e antitérmicos, apenas três apresentaram variação acima de 100%. O Paracetamol (caixa com 20 comprimidos), da marca Nova Química, variou em 191%. Na Pague Menos, localizada na Av. Epitácio Pessoa, o produto foi encontrado por R$ 5,49. Enquanto que na Permanente, também da Av. Epitácio Pessoa, o preço era de R$ 15,99.

Já entre as vitaminas C, dos 14 produtos pesquisados, cinco variaram acima de 100%. O Vitaxon (caixa com 24 comprimidos), da marca Airela, foi encontrado por R$ 8,79 na Drogasil, nos Bancários. Enquanto que na Permanente, na Av. Epitácio Pessoa, o mesmo produto estava por R$ 25,99 – uma diferença de R$ 17,20 ou 196%.

Variou menos – Entre os produtos pesquisados pelo Procon-JP, os que apresentaram menor variação foram Neolefrin, da marca Neoquimica, e Melxi, da Aspen Fharma.

O Neolefrin (caixa com 20 comprimidos), medicamento antigripal, foi encontrado por R$ 11,99 na Farmácia Faustino, na Torre, e por R$ 12 na Camila Farma, localizada no bairro do Cristo. Já o Melxi, xarope para tosse seca e alérgica, variou em 2,19%, sendo encontrado por R$ 62,88 na Permanente, na Av. Epitácio Pessoa, e R$ 64,26 na Drogasil, nos Bancários.

Publicidade