Opera Paraíba divulga calendário trimestral de cirurgias eletivas em todo estado

363
Foto: Reprodução
Publicidade

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) já planejou o calendário de cirurgias eletivas do Programa Opera Paraíba até o mês de abril. O programa, que já realizou mais de 33 mil cirurgias eletivas desde o seu lançamento, contemplará pacientes de todas as Macrorregiões do Estado com cirurgias gerais, oftalmológicas, ortopédicas, urológicas, de otorrinolaringologia e ginecológicas. A meta é realizar 2 mil procedimentos em 100 dias, levando qualidade de vida aos paraibanos.

São mais de 23 unidades pactuadas para as cirurgias eletivas do programa que atuam de forma regular e itinerante. Algumas unidades oferecem os procedimentos diariamente, como o Hospital de Clínicas, em Campina Grande, e outras foram integradas ao programa para ampliar o público beneficiado, recebendo pacientes em dias específicos, de acordo com a demanda já existente em sua rotina.

Para o mês de fevereiro, de forma itinerante, os municípios de Picuí e Monteiro receberão o mutirão do Programa. Em Picuí, entre os dias 10 e 12, acontecerão cirurgias gerais; na sequência, a localidade terá as cirurgias oftalmológicas nos dias 15, 16 e 17. Monteiro realizará as cirurgias gerais entre os dias 24 e 26. Em março, Mamanguape terá cirurgias gerais nos dias 10, 11 e 12, e oftalmológicas nos dias 15, 16 e 17. No mesmo mês, Taperoá vai realizar cirurgias gerais nos dias 24, 25 e 26, e Campina Grande ofertará procedimentos oftalmológicos nos dias 29, 30 e 31.

Para o mês de abril, serão beneficiados pacientes da 3ª Macrorregião de Saúde. Em Patos, serão seis dias de mutirão: de 4 a 6 acontecerão as cirurgias oftalmológicas e de 7 a 9, as gerais. Cajazeiras terá cirurgias gerais entre os dias 14 e 16; Sousa nos dias 21, 22 e 23 e Piancó terá cirurgias oftalmológicas nos dias 24 e 25.

O secretário de Estado da Saúde, Jhony Bezerra, observa que o modelo do Opera Paraíba está sendo replicado em outros estados. “A Paraíba conseguiu, utilizando seus recursos e sua rede hospitalar, acabar com a fila das cirurgias eletivas que se arrastava por anos, provando que é possível fazer saúde pública de qualidade. Além de outros estados estarem copiando o modelo, o programa inspirou o Ministério da Saúde a criar uma política efetiva para realização de cirurgias eletivas”, detalha.

Como ser atendido pelo Opera Paraíba

Unidades de Saúde da Família (USF) – O cadastro no Opera Paraíba acontece nas USFs das Secretarias de Saúde de cada município. Essa demanda é encaminhada para a Secretaria Estadual de Saúde, que faz o levantamento e direciona os pacientes de acordo com a localização para o hospital regional mais próximo.

Pelo site – O usuário do sistema público de saúde também tem a opção de fazer o cadastro pelo site www.operaparaiba.pb.gov.br, basta preencher o formulário, anexando seus exames e o laudo médico que apresente a necessidade de uma cirurgia. Então, o paciente é classificado pela central de regulação e encaminhado para o Hospital Regional executante mais próximo.

Publicidade