PF deflagra “Operação Amenti” contra esquema de fraude Previdenciárias

374
Foto: Divulgação/AscomPFPB
Publicidade

A Polícia Federal e a Coordenação de Inteligência Previdenciária, com o apoio da Polícia Militar da Paraíba, deflagraram hoje a “Operação Amenti”. Através de investigações e levantamentos, a DELEPREV/SR/PB – Delegacia de Combate a Crimes Previdenciários chegou a um esquema de recebimento indevido de 84 benefícios de prestação continuada, BPC-LOAS e previdenciários, com uso de documentos falsos por ocasião de requerimentos, concessões e manutenções desses benefícios no Estado.

As investigações foram iniciadas em 12 de março de 2020 e são voltadas para investigar condutas encontradas no art. 171, § 3º, do Código Penal.

Foram expedidos quatro mandados de busca pela Justiça Federal da Paraíba para serem cumpridos nas cidades de Mamanguape/PB, Cajazeiras/PB e Guarabira/PB em imóveis relacionados aos investigados.

O prejuízo estimado aos cofres da Seguridade Social em razão da fraude gira em torno de R$ 7.379,522,70, enquanto que o prejuízo evitado com a suspensão e cassação dos benefícios indevidos é de cerca de R$ 8.000.000,00.

O nome “Operação Amenti” está relacionado à mitologia egípcia, que caracteriza terra de fantasmas, pessoas inexistentes, referindo-se ao fato de terem sido “criadas” pessoas e documentos para a obtenção de benefícios ilegais.

Publicidade