Morre policial militar baleado na cabeça após briga por cachorro em bayeux, na PB

23
Foto: Polícia Civil
Publicidade

Um policial militar, identificado como Severino Matias, de 45 anos, morreu nesta terça-feira (15). O homem foi baleado na cabeça no começo do mês de maio após uma briga com um vizinho por um cachorro. A informação da morte foi confirmada pela Polícia Militar. Imagens divulgadas nesta terça mostram o momento do crime.

Após ser baleado em 3 de maio, o homem foi transferido para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde ficou internado até o dia 10 de maio, quando, segundo a unidade, recebeu alta hospitalar.

O delegado que investiga o crime, João Paulo Amazonas, disse que o sargento se sentiu mal após receber alta do hospital e deu entrada na UPA da cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa. De acordo com a unidade de saúde, o homem deu entrada no local às 15h25 desta terça-feira (15) e morreu por volta das 16h10.

A vítima já deu entrada com um quadro clínico complicado e teve uma parada cardíaca, segundo a unidade. Os profissionais de saúde do local tentaram reanimá-lo, mas não obtiveram sucesso.

A Polícia Militar divulgou nota lamentando a morte do PM, que foi caracterizado como um “exemplo de zelo e dedicação” pela corporação.

O Crime

De acordo com a PM, o sargento foi baleado após um desentendimento com um vizinho. O policial teria pedido para o vizinho que colocasse uma proteção na boca de um cachorro da raça pitbull, que atacou uma moradora de Bayeux. Esse vizinho, não ficou contente com as reclamações do sargento e disparou contra ele.

Severino Matias estava afastado das funções na Polícia Militar há cerca de 1 ano, por causa do tratamento de uma hérnia de disco, que inviabilizou o trabalho dele.

O suspeito de ter baleado o sargento, identificado como Victor Felipe da Silva, foi preso no último dia 7 de maio. Segundo a Polícia Civil, ele está preso no presídio do Roger. Do G1.

Publicidade