Em 12 horas: chove 125 mm em João Pessoa, mais da metade do volume esperado para o mês de maio

27
Publicidade

Choveu na manhã desta terça-feira (28) mais da metade do esperado para todo mês de maio em João Pessoa. Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa-PB), foram registrados 125 milímetros (mm) na Capital paraibana. A média histórica para o mês é de 282 mm.

As equipes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec-JP) acompanham desde cedo as áreas de risco da cidade, em virtude do alto volume de precipitação registrado nesta manhã de terça-feira.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), até as 10h desta quarta-feira (29), a Capital está com um alerta, com previsão de chuvas de 30 a 60 mm por hora ou 50 a 100 mm/dia, com risco de alagamentos, deslizamento de encostas e transbordamento de rios.

O coordenador da Defesa Civil, Jailton Gomes, explicou que a Compdec-JP segue nas ruas, monitorando barreiras, encostas e margens de rios e que, apesar de a Coordenadoria ter recebido tardiamente o alertar do Inmet, o Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil está preparado para atender à população. Ele também reforçou a necessidade da adoção de medidas de segurança, como evitar o uso de eletroeletrônicos ao relento, evitar o abrigo sob árvores e abandonar imediatamente locais de risco a qualquer sinal de anormalidade.

“Inicialmente não havia previsão de chuva para esta terça em João Pessoa. O alerta do Inmet chegou às 7h21, já na cor laranja. E em seis horas choveu metade do esperado para todo mês de maio”, revela Jailton Gomes.

“As equipes da Defesa Civil estão desde cedo nas ruas, monitorando as áreas de risco e auxiliando a população no que for necessário. E reforçamos: qualquer movimentação de massa nas encostas, abandone o local e entre em contato com a Defesa Civil”, acrescenta.

Para minimizar os transtornos à população, as secretarias e órgãos municipais seguem em prontidão, a exemplo da Secretaria de Meio Ambinete (Semam) e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), que monitoram queda de galhos e árvores, Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), que está com as equipes cuidando do trânsito, e da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), que realiza a manutenção e desobstrução da rede de drenagem pluvial. Além da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), auxiliando os trabalhos.

Apesar do grande volume de chuvas, a Defesa Civil não teve ocorrências graves. No entanto, o rio Jaguaribe transbordou no trecho da Rua Deputado José Tavares, devido à alta carga pluviométrica e a concentração de lixo e resíduos sólidos causando obstrução nos dispositivos de drenagem. Nenhuma casa foi afetada.

Como acionar – A Defesa Civil funciona 24 horas, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Em caso de ocorrência, a Defesa Civil deve ser acionada pelo número 98831-6885 (WhatsApp) ou pelo telefone 199, que está em fase experimental, ou pelo aplicativo ‘João Pessoa na Palma da Mão’, que pode ser baixado gratuitamente nas plataformas Play Store e AppStore.

Semam e Sedurb – Na manhã desta terça-feira (28), os técnicos da Semam e da Sedurb registraram cinco quedas de árvores, sendo uma no Parque Solon de Lucena, outra na Torre, no Castelo Branco, nos Bancários e Rangel.

As equipes trabalharam, em conjunto, para remover os galhos das vias. Em caso de árvores em situação de risco, os contatos (83) 3213 7012 e (83) 3213 7018 estão disponíveis para a população.

Semob-JP – Desde as primeiras horas desta terça-feira (28), as equipes da Semob-JP monitoram os corredores e vias com grande demanda de tráfego. São 40 agentes de mobilidade em campo e outros cinco no Centro Operacional de Trânsito e Transportes (COTT) trabalhando atentos, a fim de reduzir os transtornos no trânsito causados pelas chuvas.

Técnicos da Semob-JP também solucionaram rapidamente problemas com os semáforos causados pelas chuvas. Em caso de ocorrências no trânsito, os contatos (83) 3213-7188 (Disk-Semob-JP) e (83) 98760-2134 (Whatsapp-Cott) estão disponíveis para a população.

Seinfra – As equipes da Seinfra intensificaram os trabalhos na rede de galerias, a fim de minimizar os efeitos da chuva nos locais em que estão sendo registrados alagamentos. As intervenções feitas pela gestão do prefeito Cícero Lucena este ano já reduziram de 110 para 26 os pontos de alagamentos na cidade de João Pessoa.

Somente nos cinco primeiros meses deste ano, a Seinfra já investiu R$ 18 milhões para melhorias na rede de drenagem. Foram realizadas obras em pontos que historicamente registravam alagamentos no período chuvoso.

A exemplo da Avenida Hilton Souto Maior, em frente ao Mangabeira Shopping; na Rua Francisco Leocádio Ribeiro Coutinho, nas proximidades do Bessa Shopping; na Rua Radialista Newton Júnior, principal do Detran do Valentina; entre outras vias.

Emlur – A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana está colaborando com as ações da Seinfra na otimização de drenagem em pontos de alagamento no Parque Bosque das Águas, em Mangabeira. A intervenção é feita com a disponibilização de uma turma de agentes de limpeza.

Publicidade